Jornal O Tempo | Jornalismo de qualidade
BIBLIOTECA DE EVENTOS
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
evento
Filter by Categories
DINIS, O NOVO CIDADÃO DE FABRICIANO
O ex-presidente da Assembleia, Dinis Pinheiro, foi recebido com alegria em Coronel Fabriciano.
Trocou ideias e confraternizou com apoiadores de seus projetos para Minas Gerais.
Com mais de 100 mil habitantes, Coronel Fabriciano tem na praça da Estação um dos principais marcos do município, que pode abrigar eventos para até 15 mil pessoas.
Dinis tem viajado por todo o estado, trocando ideias e mostrando o que pensa aos mineiros.
“O político tem que ser um de nós, não acima de nós”, diz Dinis.
“O nosso povo, a nossa gente é a fonte do saber, conhecedor da luta diária por uma vida digna e feliz”, completa Dinis.
Em Coronel Fabriciano, o ex-deputado recebeu com muita honra o título de cidadão honorário.
No rádio, Dinis lamentou as condições da BR-381, a rodovia da morte que, no ano passado, fez 90 vítimas: “90 famílias foram desfeitas. E as promessas das obras praticamente não saíram do papel. Isso tem que mudar”.
Coronel Fabriciano está localizada no Vale do Aço, um dos polos industriais mais dinâmicos do Estado, e tem o 35º índice de desenvolvimento humano do Estado.
Dinis fez o percurso entre Belo-Horizonte, Timóteo e Coronel Fabriciano de trem, pela ferrovia Vitória-Minas.
A Estrada de Ferro Vitória a Minas é uma das ferrovias mais produtivas do Brasil e uma das mais modernas do mundo. Transporta cerca de 40% de toda carga ferroviária do país, entre minério de ferro, aço, soja, carvão, calcário.
Na viagem, Dinis conversou com os usuários do transporte, ouviu demandas e depoimentos da população. 
Além de operar no transporte de cargas, pela EFVM passa o único trem de passageiros do Brasil que percorre longas distâncias diariamente.
E serve a várias cidades, como é o caso de Coronel Fabriciano (Igreja Matriz São Sebastião).
“Precisamos incentivar a expansão das ferrovias, como meio de transporte de passageiros e de cargas. Desafogando as cidades e as estradas”, acredita Dinis.
Cidades que, como Fabriciano, precisam de alternativas sustentáveis para escoar sua produção.
“Os mineiros são o sal da terra”, define Dinis.
Anuncie aqui
Compartilhe