Jornal O Tempo | Jornalismo de qualidade
BIBLIOTECA DE EVENTOS
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in posts
Search in pages
evento
Filter by Categories
Viagem à Patagônia espetacular
Lagos, montanhas e geleiras em cenários deslumbrantes estão bem mais perto do que podemos imaginar, aqui mesmo na América do Sul. Esta é a Patagônia, um dos lugares mais lindos do mundo.
A maior parte da Patagônia está na Argentina, mas o Chile também abriga essas exuberantes paisagens, que incluem enormes icebergs azuis.
A Patagônia é famosa por suas geleiras, que podem ser percorridas de barco e vistas bem de perto. Entre elas, destaca-se o Glaciar Perito Moreno, localizado no Parque Nacional Los Glaciares, que é tombado pela Unesco.
Maior geleira horizontal do mundo, Perito Moreno encantou a jornalista Raquel Faria e a escritora Ruth Barros
Assim como a empresária de Lagoa Santa, Ana Cristina Meyer, que abriu os braços à imponente geleira , com cinco quilômetros de largura e 60 metros de altura, que já foi considerada uma das oito maravilhas do mundo.
As geleiras perdem enormes blocos de gelo, que flutuam pelos lagos após se descolarem dos paredões. É um estrondo impressionante, mas a geleira é estável, o que ela perde, ela ganha na mesma estação.
Perito Moreno tem o tamanho de Buenos Aires e é visitada por turistas de todo o mundo e de todas as idades, que chegam bem perto prá ver a geleira.
Passarelas dão acesso fácil à geleira, onde a temperatura pode chegar a -30ºC durante o inverno.
Gelo, neve, água, relevo, vegetação, tudo acontece ao mesmo tempo no preservado ecossistema patagônico, que desafia para passeios em seus lagos, planícies e montanhas.
El Calafate é um recanto charmoso encravado na Patagônia selvagem, onde vivem pouco mais de 20 mil pessoas. A cidade oferece boa estrutura hoteleira e fica a 80 quilômetros do Parque Los Glaciares.
A cidade abriga pousadas de charme e bons restaurantes, além de encantar com a profusão de rosas em seus jardins, intensamente floridos na primavera.
Capital argentina do trekking, El Chaltén é um desafio para aventureiros, que tentam escalar picos de difícil acesso como o Cerro Torre e a montanha Fitz Roy. 
Reserva da Biosfera pela Unesco desde 1978, o parque Torres del Paine, na Patagônia chilena, oferece passeios por trilhas, picos nevados e lagos de cor azul intenso
Animais selvagens são mais comuns do que pessoas na região. É o caso do guanaco, uma espécie de lhama que vive em grandes alturas
No alto das montanhas de El Chaten, a cor da água dos lagos andinos, de um azul esverdeado forte e belo, que parece pintado.
Além de lindo, tudo é acessível, pois dá prá todo mundo chegar andando....
A caminhada feita por trilha descortina belas paisagens, que enchem os olhos e sossegam o coração.
Corredeiras de águas leitosas são outras atrações desse patrimônio natural exuberante.
Grupo de mineiros liderado pelo argentino Rubem descansa na base da montanha, esperando para saborear um cordeiro assado, prato típico da região
Ruth e Raquel apreciam, com um morador da região, o bom vinho argentino. A pele curtida do “gaúcho” mostra os efeitos de uma natureza tão bela quanto hostil.
Cavalos pastam livremente e, ao fundo, as montanhas emolduram uma paisagem natural espetacular, que a historiadora Maria Inês curte no entardecer.
Além do lazer contemplativo, vale a pena experimentar atividades mais emocionantes, como cavalgadas, trekking e tirolesa, em meio à paisagem desafiadora da Patagônia
Mesmo com nuvens, os mirantes permitem apreciar a beleza da Cordilheira dos Andes.
Hotel fazenda em El Chaten, na Argentina, que tem apenas mil habitantes e uma atmosfera simples, herança dos fazendeiros que habitaram a região. Apesar da Patagônia ser tão isolada, você encontra aqui a melhor infraestrutura de hospedagem.  
No lado chileno, o relevo que convida à aventura do parque Torres del Paine. Por aqui, montanhistas se arriscam pela Cordilheira dos Andes para praticar esportes de aventura.
Paisagem completa: um lago azul, rodeado de florestas muito verdes e montanhas cobertas de neve. Este é o Lago do Deserto, em El Chatén.
O argentino Rubem e seu grupo de turistas mineiros se despedem das maravilhas da Patagônia.
Anuncie aqui
Compartilhe